Fator V de Leiden é o nome dado a uma mutação genética humana do fator V.

 

Nessa doença, de origem genética, autosômica dominante  há uma interferência na atuação da proteína C, na sua forma ativada, causando uma predisposição à hipercoagulabilidade e à trombose.


Condições clínicas relacionadas: